Era realmente o que o cliente queria??

Frequentemente vejo as empresas (de diversas áreas) empurrando para o cliente soluções absurdas para resolver problemas, que muitas das vezes são simples. Resultado: aplicações complexas, cheias de recursos, milhares de funções e uma pergunta: ‘era realmente isso que o cliente queria??‘.

imagem representando análise de requisitosDiversos são os motivos que levam as empresas naturalmente a focar mais no resultado final e se esquecerem do principal que é entender a real necessidade do cliente.

Muitas vezes apenas uma conversa com o cliente pode esclarecer muitas dúvidas sobre o projeto. Reuniões de alinhamento, documentação (exagero atrapalha, portanto o mínimo às vezes já é o suficiente), análise de requisitos e premissas e até mesmo de infraestrutura também compõem um planejamento de como o problema será solucionado. Lembrando que este deve ser constantemente acompanhado pelo cliente, não só resultando em um projeto mais enxuto, como também passando para o cliente uma boa imagem de organização da empresa, garantindo assim a satisfação do cliente, e ganhando sua confiança para novos projetos que venham a existir.

E sempre lembrando que, quanto mais complexa é a funcionalidade, maior é a chance de haverem bugs, e o tempo para fazer as correções pode atrasar outras funcionalidades ou até mesmo outros projetos. Portanto quando você estiver desenvolvendo, procure ser o mais transparente possível com seu cliente, obtenha todas as informações necessárias para o projeto(sim, seja chato e pergunte tudo afinal, você está alí pra isso) e evite criar soluções absurdas que o cliente certamente nem saberá que estão lá.

Deixe uma resposta